O seu carrinho está vazio

Continuar Comprando

4U Express - Receba no mesmo dia (consulte o seu CEP)

São Paulo e Rio de Janeiro

Para algumas localidade de São Paulo e Rio, pedidos realizados até 12h de seg. à sex. são entregues no mesmo dia, após este horário a entrega ocorrerá no dia seguinte.

Para demais localidades brasileiras, o prazo é o fornecido pelos correios ou transportadora contratada.

Entre em contato conosco através do email atendimento@4u.wine ou pelo WhatsApp (11) 96905-4826 caso precise receber os seus vinhos em um prazo mais rápido que o apresentado pelo nosso site. Faremos o possível para atendê-lo(a)!

Kit Dão

Complexidade e frescor


2 garrafas de 750ml

R$ 358,00

"Que excelente evolução para um vinho de 2014! Manuel Vieira, Enólogo português e Expert 4U (sobre o Vinha de Pucaros 2014)

 

"Quem já visitou a região do Dão vai logo reconhecer aqui o terroir. Um nariz que remete às florestas de eucaliptos que circundam os vinhedos e toques mentolados, são a primeira impressão." Maria Emília Atallah, Chef e Sommelière brasileira e Expert 4U (sobre Gandarada Reserva 2017)

 

Calcular frete

"Que excelente evolução para um vinho de 2014! Manuel Vieira, Enólogo português e Expert 4U (sobre o Vinha de Pucaros 2014)

 

"Quem já visitou a região do Dão vai logo reconhecer aqui o terroir. Um nariz que remete às florestas de eucaliptos que circundam os vinhedos e toques mentolados, são a primeira impressão." Maria Emília Atallah, Chef e Sommelière brasileira e Expert 4U (sobre Gandarada Reserva 2017)

 

Kit Dão

R$ 358,00
Conheça o conteúdo do kit
VINHO TINTO PORTUGUES GANDARADA RESERVA 2017

Gandarada Reserva 2017

Portugal - Dão

Completo, Suave e Gastronômico

  • Tinto

    13%

  • Alfrocheiro, Tinta Roriz, Touriga Nacional

  • Borgonha

    16 a 18°C

Quem já visitou a região do Dão vai logo reconhecer aqui o terroir, assevera Maria Emilia Atallah e explica: “Um nariz que remete às florestas de eucaliptos que circundam os vinhedos e toques mentolados, são a primeira impressão. Seguem-se frutos vermelhos maduros e especiarias. Na boca, os aromas confirmam-se, mas de forma mais intensa. Taninos muito aveludados, mas bem presentes, essenciais como esqueleto do vinho.” Dirceu Vianna Jr. considera o vinho um excepcional exemplo do que a região do Dão é capaz: “Um vinho que combina estrutura e elegância suprema. A cor é opaca com tons rubi jovens e vibrantes. No nariz oferece notas de amoras silvestres, violeta e terra molhada. Na boca é um vinho redondo, frutado, suculento, com taninos sofisticados e muito bem casados, juntamente com delicioso frescor típico dos grandes vinhos dessa região. Sedoso, puro, com muita classe e persistência no final de boca.” E para terminar Manuel Vieira foi conciso, ao definir o aroma do vinho como muito floral, com suaves notas de violeta e uma boca limpa e elegante, reforçando ainda mais as notas florais sentidas no nariz: “Um vinho em que a elegância do Dão está no seu máximo expoente!”

Este vinho é de excelente qualidade podendo ser apreciado sozinho ou acompanhando carnes grelhadas, carnes em molhos, peixes mais fortes e massas. Para Maria Emilia Atallah, carnes com molhos e receitas mais ricas em ingredientes e ervas são boas pedidas. Picadinho, strogonoff, carne de panela: receitas desse tipo tendem a ganhar com esse vinho mais estruturado e perfumado.

Vinícola Boas Quintas

Enólogo Nuno Cancela de Abreu

País Portugal

Região Dão

Fatos interessantes A família Cancela de Abreu produz vinho na Quinta da Gandarada há quatro gerações com a personalidade e a elegância dos grandes vinhos do Dão. O enólogo Nuno Cancela de Abreu herdou a responsabilidade de respeitar o legado dos seus avós.

Notas do enólogo De cor rubi carregado, aroma de frutos vermelhos maduros, ligeiro tabaco e café (moca), vinho encorpado com taninos suaves, confirma a fruta encontrada no aroma, uma agradável sensação de frescura e um ligeiro toque a madeira, final de boca complexo, suave e agradável. Sugestões para acompanhar: carnes grelhadas com molhos ou com ervas, strogonoff. Se este vinho pudesse ser resumido em 3 palavras: completo, suave e gastronômico.

Castas 60% Touriga Nacional, 20% Alfrocheiro, 20% Tinta Roriz

Contribuição de cada casta para a personalidade do vinho A Touriga Nacional a cor intensa, aromas de violeta e frutos pretos bem maduros, taninos macios mas volumosos. O Alfrocheiro os aromas florais e frutos vermelhos mais frescos e a Tinta Roriz os aromas de feno e frutos vermelhos, taninos mais robustos que dão volume ao vinho.

Idade média das videiras 30 anos

Tipo de viticultura Sustentável

Área da propriedade 12 hectares

Área de vinhedos 10 hectares

Área do vinhedo específico 10 hectares (single vineyard) Rendimento 6.000 litros/hectare

Condições climáticas e seus feitos sobre a safra Em 2017 o inverno foi moderadamente chuvoso e a primavera seca, sem chuvas. O baixo teor de humidade do ar evitou os ataques de fungos facilitando o controle das doenças. As condições climáticas no verão com temperaturas altas e a ausência de precipitação incentivaram a maturação das uvas com excelentes condições. A amplitude térmica importante que se observou entre a noite e o dia foi particularmente favorável á síntese de precursores de aromas.

Data da colheita 12/09/2017

Tipo de colheita Manual

Horário da colheita Diurno

Fatores condicionantes Controlar a maturação das diferentes castas e só vindimar quando estão no ponto certo tirando partido de cada uma delas segundo o sua contribuição para o vinho final.

Fatos vitícolas interessantes No final do século XIX, o Rei D. Manuel II passou pelas terras de Mortágua tendo ficado hospedado na casa de João Tavares Festas, bisavô de Nuno Cancela de Abreu, que hoje representa a 4a geração na família a produzir vinho na região do Dão. O Rei, grande apreciador da natureza e pescador nato, acompanhou o seu anfitrião na pesca de trutas na ribeira de Mortágua. Reza a história que foi nessa ocasião que Sua Majestade aconselhou João Tavares Festas a plantar vinha e produzir vinho para exportar para o Brasil, país com grande potencial de consumo de vinho português. Depois desta conversa foram plantadas vinhas e produzidos vinhos que vieram a ser exportados para o Brasil.

Métodos de vinificação Controle rigoroso da maturação das uvas, colheita manual e transporte rápido para a adega. Contato pelicular de 2 dias a frio, fermentação entre 23 e 24oC com remontagens suaves. Como o clima não permite uma boa maturação das grainhas no primeiro dia de fermentação fazemos uma delestage e retiramos todas as grainhas evitando assim a passagem dos taninos adstringentes e amargos nelas existentes. Após a fermentação maloláctica (em cubas de inox) e o inverno, o vinho encontra-se em condições para o início do estágio em madeira.

Fermentação malolática Sim, sem adição de bactérias

Amadurecimento Em barricas de carvalho americano (Bordeaux - 225 litros), novos e de 1 ano de uso, de tosta média, por 9 meses e estágio em garrafa 3 meses (engarrafado em 25/06/2020).

Volume 750ml

Potencial de guarda 7 anos

para fazer o download é preciso estar logado

VINHO TINTO PORTUGUES VINHA DE PUCAROS 2014

Vinha de Pucaros Reserva 2014

Portugal - Dão

Equilibrado, Elegante e Fresco

  • Tinto

    13%

  • Alfrocheiro, Tinta Roriz, Touriga Nacional

  • Borgonha

    15°C

Manuel Vieira mostra o seu entusiasmo ao considerar este um belo vinho, no nariz e na boca, com tudo o que Dão tem para dar! Aromas florais de grande qualidade e uma boca acima de qualquer suspeita! Grande elegância e equilíbrio! E termina categórico: “Que excelente evolução para um vinho de 2014!” Maria Emilia Atallah acrescenta: “Um vinho fresco, vivo, sutil no nariz, com toques florais e de frutinhas do bosque, especialmente mirtilos. Na boca apresenta acidez com grande vivacidade e equilíbrio.” Aconselha ser servido por volta de 15oC. para melhor mostrar a sua personalidade.” Dirceu Vianna Jr. é mais detalhado, fazendo valer o seu estatuto de Master of Wine: “Um vinho gastronômico, sério e com excelente complexidade e muito vigor. Aromas intensos e complexos, que incluem frutas pretas, feno, eucalipto, chocolate, terra molhada e especiarias. Combina robustez e vigor com elegância e complexidade devido ao seu tempo de envelhecimento. Um vinho elegante, com excelente frescor e que está envelhecendo lindamente.” Nuno Cancella de Abreu, arremata, com a autoridade que lhe é reconhecida como grande enólogo do Dão: “Muito intenso no nariz, floral e frutado, com um mentolado a dar-lhe complexidade. A boca está marcada pela Touriga Nacional com a sua elegância floral, boa estrutura, bons e suaves taninos.” Termina: ”muito gastronômico pela acidez que lhe dá frescor!”

Este vinho é de excelente qualidade podendo ser apreciado sozinho ou acompanhando carnes grelhadas, de caça e maturadas, cogumelhos, massas e risotos. Para Maria Emilia Atallah, carnes exóticas, como caças de pena são ideais. Pato, faisão, galinha d’Angola, seja em assados ou como guarnições de massas e risotos, fazem jus à complexidade do vinho.

Vinícola Seacampo Sociedade Agrícola, Lda

Enólogo Pedro Pereira

País Portugal

Região/Sub-região Dão/Serra da Estrela

Fatos interessantes A Quinta do Paço, localizada na pequena aldeia de Nespereira, concelho de Gouveia, pertenceu à família Mello, das mais ilustres do Reino, que se implantou na Beira Alta no séc. XIII. Também conhecidos por “Mellos do Pucaro”, apelido que lhes foi dado por D. João II e usado desde então com grande honra! Hoje em dia a propriedade de 27ha pertence à Seacampo, produtor de referência na região do Dão. A Quinta do Paço tem 15 ha de vinha, onde se produzem vinhos bem típicos do Dão, usando as castas autóctones e as técnicas ancestrais. Além disso tem um olival em modo de produção biológico, instalações para enoturismo e uma antiga capela erguida em honra da Nossa Senhora da Encarnação.

Notas do enólogo Cor granada, aroma de frutos do bosque e notas tostadas de caramelo. Na boca é muito equilibrado e com um final longo. Se este vinho pudesse ser resumido em 3 palavras: equilibrado, elegante e fresco.

Castas 40% Touriga Nacional, 20% Alfrocheiro e 40% Tinta Roriz

Contribuição de cada casta para a personalidade do vinho A Touriga Nacional fornece estrutura, a Alfrocheiro que é mais aromática contribui com a elegância e a Tinta Roriz traz frescor.

Idade média das videiras 35 anos Tipo de viticultura Sustentável

Área da propriedade 200 hectares Área de vinhedos 140 hectares Área do vinhedo específico 4,5 hectares Rendimento 4.200 litros/hectare

Condições climáticas e seus feitos sobre a safra O ano de 2014 foi um ano atípico com muito calor durante o dia e frio durante a noite o que favoreceu a perfeita maturação das uvas.

Data da colheita 04/10/2014

Tipo de colheita Manual

Horário da colheita Diurno

Fatores condicionantes Solo rico em granito a uma altitude média de 600m na encosta da Serra da Estrela.

Fatos vitícolas interessantes Vinha plantada com as castas nobres da região do Dão, a 600m de altitude, em terreno pobre de granito. A sub-região onde se encontram, Serra da Estrela, é um dos terroirs mais importantes do Dão.

Métodos de vinificação As uvas foram criteriosamente selecionadas na vinha e depois totalmente desengaçadas para um lagar de granito. Durante a fermentação o mosto foi homogeneizado por pisa a pé, com controle de temperatura através de placas endógenas. Depois da fermentação, o vinho passou para barricas de 225 litros, onde permaneceu durante 12 meses.

Fermentação malolática Sim, sem adição de bactérias.

Amadurecimento Em tanques de aço inoxidável por 6 meses e em barricas de carvalho francês (500 litros), de 3 anos de uso, de tosta média, por 12 meses e em garrafa, por no mínimo 18 meses (engarrafado em 10/2017).

Volume 750ml

Potencial de guarda 10 anos

para fazer o download é preciso estar logado